sexta-feira, 18 de junho de 2010

Clarice Lispector - Biografia e Obra


Clarice Lispector foi uma escritora e jornalista brasileira, nascida na Ucrânia em 10 de dezembro de 1920. Filha de Pinkouss e Maria Lispector de origem judaica, sofreram perseguição durante a Guerra Civil Russa de 1918-1921. Enquanto percorriam várias aldeias da Ucrânia, antes da viagem de emigração ao continente americano por causa da perseguição, Clarice nasce em Tchechelnik, na Ucrânia

Primeiramente Clarice se chamava Haia Lispector, mas depois da chegada ao Brasil (Maceió em março de 1922) a família quis que ela tivesse um nome brasileiro.

Clarice Lispector começou a escrever logo que aprendeu a ler, na cidade do Recife, onde passou parte da infância. Falava vários idiomas, entre eles o francês e inglês. Cresceu ouvindo no âmbito domiciliar o idioma materno, o iídiche.

Foi hospitalizada pouco tempo depois da publicação do romance A Hora da Estrela com câncer inoperável no ovário, diagnóstico desconhecido por ela. Faleceu no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes de seu 57° aniversário. Foi inumada no Cemitério Israelita do Caju, no Rio de Janeiro, em 11 de dezembro.


Obras:
1943: Perto do Coração Selvagem (romance)
1946: O Lustre (romance)
1949: A Cidade Sitiada (romance)
1960: Laços de família (contos)
1961: A Maçã no Escuro (romance)
1964: A legião estrangeira (contos)
1964: A Paixão segundo G.H. (romance)
1967: O mistério do coelho pensante (infantil)
1968: A mulher que matou os peixes (infantil)
1969: Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres (romance)
1971: Felicidade clandestina (contos)
1973: Água Viva (romance)
1974: Onde estiveres de noite (contos)
1974: A via crucis do corpo (contos)
1974: A vida íntima de Laura (contos)
1977: A Hora da Estrela (1977)
Obras póstumas:
1978: Pra não esquecer (crônicas)
1978: Um Sopro de Vida (romance)
1978: Quase de verdade (infantil)
1979: A bela e a fera (contos)
1987: Como nasceram as estrelas (infantil)
Homenagens ou edições especiais:2002: Correspondências
2004: Aprendendo a viver (crônicas)
2005: Aprendendo a viver (imagens)
2005: Outros escritos
2006: Correio feminino (crônicas)
2006: A hora da estrela (edição especial áudio-livro)
2007: Entrevistas
2007: Minhas queridas
2008: Só para mulheres
2008: A descoberta do mundo (crônicas)
2009: Clarice na cabeceira (contos)


Fontes:
http://www.claricelispector.com.br/
http://www.wikipedia.org.br/




Clarice é para mim uma inspiração magnânima. Só não digo que quero ser igual a ela quando crescer porque ela já existiu, e não vai haver outra Clarice para substituir. Talvez se eu for simplesmente eu, em minha totalidade, poderei ser alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário