quinta-feira, 17 de junho de 2010

Eco-Feminismo

A participação feminina na preservação da vida!

Resumo:
"As preocupações com o meio ambiente e com as condições de vida humana encontram-se cada vez mais freqüentes no cenário atual. A crise ambiental pode gerar problemas significativos para o planeta, com danos irreversíveis. Um movimento que busca a preservação do meio ambiente e a melhora da qualidade de vida é o ecofeminismo, influenciado pelo feminismo, ecologia e pacifismo. Pessoas ao redor do planeta buscam o desenvolvimento sustentável e o fim da exploração capitalista e patriarcal, em especial à do meio ambiente e à da mulher, inspiradas pelo movimento ecofeminista. O ecofeminismo aborda a relação da mulher com a natureza e expõe a interligação entre a exploração e submissão da natureza com a da mulher, e, ainda, de todos excluídos do poder, pela dominação masculina. Desta forma, relaciona a preservação ambiental à libertação da mulher. Esse trabalho abrange os principais fundamentos do ecofeminismo, a ligação da mulher com a natureza e como o movimento contribui para a conscientização ecológica da população."

História:
"O termo Ecofeminismo foi originalmente utilizado pela francesa Françoise d´Eaubonne[1] em 1974 e simboliza a união do pacifismo, ambientalismo (ecologia) e feminismo, atuando inicialmente contra a construção de usinas nucleares, e posteriormente aplicado ao Movimento Chipko (Índia). Também sofreu influência dos movimentos antimilitaristas e antinucleares que eclodiram na Europa e Estados Unidos na década de 60.

O ecofeminismo apresenta em comum com os movimentos citados a idéia de descentralização (não-hierarquização), apoio ao desenvolvimento sustentável, busca de tecnologias não-agressivas ao meio ambiente e a superação da dominação patriarcal sobre os gêneros.

Iniciando com o ativismo ambiental de mulheres, na segurança ambiental e defesa da saúde, essa corrente ambientalista do feminismo firmou-se como corrente específica após o encontro promovido pelas Nações Unidas no Rio de Janeiro, em 1992, com a liderança de Petra Kelly.

Nesse evento, os debates entre o movimento das mulheres e o ambientalista relevaram tanto a importância do meio ambiente para a saúde física e mental dos seres, quanto a importância do despertar da cidadania feminina e a conscientização de seus direitos.

Dentre o ecofeminismo existem diversas correntes, desde as mais socialistas, até as mais liberais.Há também vertentes espiritualistas e esotéricas, e programas sócio-ambientais que compartilham os princípios ecofeministas, embora às vezes sua organização não se define como tal. Um exemplo de movimento ecofeminista internacional é o Woman´s Environment and Development Organization (WEDO), e nacional, a Rede de Defesa da Espécie Humana (REDEH) e Rede Mulher de Educação (RME)."
fonte: http://www.ecofeminismo.com.br


Esta é uma espécie de ramificação do feminismo propriamente dito. Este é mais leve, mais brando. Menos voltado a igualdade de salários, e mais voltado ao meio-ambiente. Bem interessante também.



Le feminisme ou la mort!

6 comentários:

  1. Vejo que já aplicaste a dica, minha Che Guevara de saia, hahahahahahaha. "Hasta la vitoria, siempre!!!!"

    ResponderExcluir
  2. hahahaha
    "Che Guevara de saia"
    adoreii
    =D

    "Hasta la vitoria, siempre!"

    ResponderExcluir
  3. Sua vendida, V-E-N-D-I-D-A. Já se chama coisa?!hahahahahahahaah

    ResponderExcluir
  4. Pq vendida? Ficou doido, guri?

    ResponderExcluir
  5. Colocaste propagandas em seu blog, coisa anuncio

    ResponderExcluir
  6. Já lhe disse isso pessoalmente e digo aqui: Todo dinheiro que aqui arrecadado, será de algum modo voltados ao assunto do blog (feminismo)

    ResponderExcluir