segunda-feira, 21 de junho de 2010

Os Movimentos Feministas


O século XX assiste à emancipação progressiva da mulher, até então
totalmente na dependência do homem.

Vários fatores contribuíram para isso:

- Revolução industrial que utiliza a mulher como mão-de-obra imprescindível para
certas indústrias, como o têxtil. Apesar de ser altamente explorada com salários
muito inferiores aos do homem, esse trabalho permitiu às mulheres uma
independência econômica que antes não tinham.
- A I Guerra Mundial exigiu um papel ativo das mulheres que se viram obrigadas
a substituir os homens nas fábricas, campos e serviços, enquanto eles partiam
para as frentes da batalha.
- Elevação do nível de instrução da mulher que começa a acontecer por iniciativas
dos governos ou para iniciativas particulares de espíritos filantrópicos.

- Surge o FEMINISMO: corrente que defende o movimento da luta das mulheres
pela igualdade de direitos em relação ao homem. Lutam pela:

* Igualdade Jurídica (leis)
* Igualdade Intelectual (instrução)
* Igualdade Econômica (profissão, trabalho e salários)
* Igualdade Política (direito de voto, possibilidade de ser eleita)
* Igualdade Social (família, sociedade)

MOVIMENTOS SUFRAGISTAS
desencadeados por mulheres de todos
os níveis sociais e culturais que
lutavam por todas as igualdades,
principalmente pela igualdade politica,
pelo direito de voto e pelo sufrágio
universal.

LUTAS REINVIDICATIVAS
das mulheres trabalhadoras por
aumento de salários, redução do
horário de trabalho, e melhores
condições de trabalho.

ALGUMAS FEMINISTAS FAMOSAS:
Emmeline Pankhurst (1908-1914)
Emily Davison (1913 – lança-se para a frente do cavalo do Rei)
♀ Ana de Castro Osório
♀ Carolina Michaëlis de Vasconcelos
Carlota Beatriz Ângelo

► Direitos conseguidos pelas mulheres
Principais conquistas obtidas entre as duas guerras mundiais:

- Direito de voto (conquista de voto universal)
- Acesso a profissões de nível superior (medicina, advocacia, engenharia e
professorado)
- Acesso ao mundo dos serviços
- Maior intervenção dentro da família: maior liberdade de movimentação;
maior liberdade sexual, com uso dos métodos contraceptivos.

► Reflexo da emancipação das mulheres

- Nos costumes – novo estilo de vida mais livre, vida social mais intensa, pratica
do desporto, procura de divertimentos, acesso aos vícios masculinos (beber e
fumar).
- Na moda – Mais simples e desportiva, com saias curtas, saia-calça, cabelo curto
à “garçonne”, substituição do espartilho pelo sutiã, decotes maiores,
maquiagem.
Surgem revistas femininas que exaltam a mulher e que a orientam no sentido de
cuidarem da sua imagem, exaltando a sua emancipação.



Le feminisme ou la mort!

10 comentários:

  1. que eu posso dizer desse blog???????

    só posso dizer que é foda como a dona!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. nossa a foto seobre a revolução era tudo que estava precisando mais alem dela esse texto tornou mais legal o comentario da foto,d+.

    ResponderExcluir
  3. Os seguimos desde el blog de heroínas para que puedan leeros . Abrazos feministas

    ResponderExcluir
  4. na Revolução Industrial, a mulher foi tratada como lixo, nada valorizada, trabalhavam 22hrs por dia, quando tinham descanso, quando estavam grávidas, trabalhavam até o bebê nascer, tinham a criança lá nas fábricas mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. continuando a do meu amigo (a) ai de cima... e com o passar do tempo os burgueses criaram creches que os bebes ficavam so ate os 3 anos para poderem trabalhar e pagar a sua estadia quando bebe. mto triste mas é historia é revoluçao industrial :)

      Excluir
  5. Na historia geral da civilização humana as desigualdades e atrocidades povoaram os continentes, mas isso é uma longa historia, pois debulhar as unidades familiares de cada povo, suas guerras e sua existência cultural nos diversos períodos históricos, seria loucura, Mas no contexto atual, especialmente o que concerne o movimento ativista feminino, percebo ser digno de analise clinica. Suas pseudo exigências são dignas da criação de uma Pátria feminina onde nenhum homem as ameaçariam com seu pênis,
    Eis ai o cerne da questão, o pênis, invejável pelas extremistas que querem se igualar aos homens mas não tem um saco para coçar. Com todo o respeito as mulheres que lutam por igualdade salarial, contra violência masculina e pelo respeito mutuo Eu sou de uma época que se cedia o lugar para qualquer mulher, ajudava uma desconhecida com as bolsas, sempre pautado no respeito. Esse ativismo acabou com isso e vai acabar com muito mais, preparem-se para trabalhos mais pesados e sociedades mais individualistas. Estão cavando sua própria cova impulsionadas por ativistas ávidas pelo poder.

    ResponderExcluir
  6. Sendo realista...
    Ninguém pediu ajuda de homem algum!

    O mal do homem é achar que realmente as mulheres dependem deles e claro... achar que estas são meros seres pobres e fracos que precisa de um músculo ao lado!
    Só que não rapaz, se o homem achar conveniente agir de forma "cavalheira" em relação a algumas mulheres isto desrespeita a eles só.

    Abra a mente, a mulher não é um objeto, um ser fraco que não pode andar com as próprias pernas, que precisa de um homem para leva-la.

    Não sei que doença é essa, achar que só por ser homem, pode mandar nas mulheres e agir pela mesmas.

    ResponderExcluir
  7. ola quero fazer uma pesquisa mais aprofundada, poderia mencionar suas fontes ?
    se puder mandar por e-mailana; ana.c.o.padilha@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Difícil, difícil, difícil. Não consigo sequer participar de um grupo.

    ResponderExcluir
  9. IMAGINO QUE ESTE MOVIMENTO DE IGUALDADE, É UMA LUTA INGLÓRIA PARA AS MULHERES, FOI INICIADA NO ÉDEN, NÃO PELAS MULHERES, MAS POR UM QUERUBIM CHAMADO LÚCIFER, TENTANDO DESFAZER O QUE O CRIADOR DETERMINARA, AFIRMANDO QUE O QUE DEUS DISSERA NÃO ERA VERDADE, POIS SE ELES, HOMEM E MULHER LHE DESSE OUVIDOS, E O DESOBEDECESSEM, SERIAM SEMELHANTES AO ALTÍSSIMO, NESTE MOMENTO INICIOU-SE O MOVIMENTO FEMINISTA NA HISTÓRIA HUMANA.

    ResponderExcluir