sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Ofuscada nas sombras da História

Estudiosos afirmam que obras de William Shakespeare podem ter sido escritas por uma mulher. Isso mesmo, a autora judia Amelia Bassano Lanier escreveu e não recebeu mérito algum. Os estudiosos querem tirar esta mulher genial - E como ela, mais haverão com certeza!- das sombras da história da literatura. Justiça seja feita!


Leia esta coluna do Jornal Público, de Portugal:


Mulher judia pode ter escrito obra de William Shakespeare

Um estudioso da obra de William Shakespeare defende que quem escreveu a obra do dramaturgo britânico foi uma mulher judia chamada Amelia Bassano Lanier, escreveu ontem o diário israelita Haaretz. E embora John Hudson não seja o primeiro a questionar se o autor realmente escreveu toda a obra que se conhece até hoje, é o único a sugerir que Lanier foi quem escreveu as inúmeras peças e sonetos de Shakespeare.
Lanier era de origem italiana e até hoje era conhecida por ter sido a primeira mulher a publicar um livro de poemas, o Salve Deus Rex Judaeorum em 1611. Hudson baseia a sua teoria no estudo da vida de Lanier, que, defende, coincide muito melhor do que a vida de Shakespeare nos conteúdos da obra "shakespeariana".
O estudioso britânico, formado em Sociologia e Antropologia, identificou semelhanças técnicas entre a linguagem usada nos poemas conhecidos de Lanier e a usada nos versos de Shakespeare. Encontrou pistas nos textos - alegorias judias e as muitas vezes que os heterónimos de Lanier aparecem nas peças - e concluiu que só deve ter sido esta mulher a escrever a obra da Shakespeare.





- Heloísa Vasconcelos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário