sábado, 12 de fevereiro de 2011

Girls are strong


 Olá. Não estou aqui para botar uma idéia já formada na sua cabeça. Você veio aqui de livre e espontânea vontade. Pra que ao certo eu não sei, mas seria legal você me contar. Tem gente que entra aqui para "ser foda". Tem gente que entra já sabendo que será contra e que vai criticar, discutir. Tem gente que não tem idéia nenhuma e busca uma ideologia a seguir. Cada um tem um motivo, concreto ou não, de estar aqui. Como você teve todo o trabalho de abrir esta página, eu me sinto com vontade de te dizer algumas coisas, compartilhar algumas fotos e idéias. Lembrando que você tem todo o direito de ser contra o que quiser, estamos aqui para debater e discutir polêmicas e tabus.
Primeiramente pedirei para observar a foto ao lado. O que você sente quando a observa? O que sente quando se imagina perto dessa menina ou no lugar dela? Eu, particular e sinceramente, me sinto com inveja. Porque eu na idade dessa menininha não saia pras ruas fazer revolução com uma plaquinha escrito "garotas são fortes". Eu só ficava questionando minha mãe sobre coisas que meu irmão podia fazer e eu não.

Agora lembrei de algumas postagens antigas em que eu falei sobre porquê das meninas gostarem de brincar de boneca e os meninos de carrinho. Para quem não leu, aqui vai um breve resumo.

Quando alguém vai dar um presente para uma menina, quase sempre ganham bonecas, fogõezinhos e mini pias de lavar louça. Ela sente inconcientemente como um treino para algo futuro, então ela obrigatoriamente brinca com aquilo. Os meninos ganham carrinhos porque a ignorância humana é atrasada. O mesmo número de homens que dirigem é o mesmo que de mulheres. Todo menino pequeno, quando questionado por que meninas não brincam de carrinho, eles falam: "porque mulheres não dirigem". É ai que esta a questão. Por que meninos não ganham bebês da estrela nem mini pias de lavar louça? Porque eles não terão filhos um dia e usarão louça e talheres descartáveis por toda a vida? Não. Porque já está na mente até da criança que serviços domésticos são papel da figura feminina; e dirigir carros, da figura masculina. Não estou menosprezando os serviços domésticos, estes precisam ser realizados seja por quem for independente do gênero. Mas ninguém sabe me explicar o por que desta situação: 1 casal, os dois trabalham fora, os dois chegam tarde em casa, os dois têm o final de semana livre. Mas além do serviço realizado na empresa, é a mulher quem tem que chegar em casa, cansada ou não, e lavar as cuecas do marido, porque o inútil não pode lavar as próprias cuecas no chuveiro. Porque a mãe dele não o ensinou que isso deve ser feito, ela só ensinou a irmã dele a lavar as calcinhas. E aí vem um imbecil e fala que mulheres são dependentes dos homens. Observa a situação de vários e vários casais como este no mundo e reflita sobre quem depende de quem. Não quero que o cargo de dependente recaia sobre o homem. Não estou aqui para isso. Eu sou a favor da independência dos dois. Lógico que os deveres têm que ser divididos. É justo a mulher, cansada de um dia estafante de trabalho, ainda ser obrigada a ter disposição de fazer serviços domésticos, enquanto o homem fica assistindo ao canal esportivo? Claro que não. A casa é dos dois, nenhum dos dois ficam coçando em casa sem fazer nada e os dois nela residem e contribuem para sujá-la, então os dois têm que contribuirem para mantê-la limpa.

Casais à parte, falarei de um tabu digamos que clichê. Mas que precisa ser discutido. O aborto. E pode ser estranho, mas eu sendo feminista sou totalmente contra o aborto. As feministas radicais de plantão que me perdoem, mas aborto é coisa de mulher COVARDE. E que rebaixa e denegri o nome das mulheres. Uma cidadã que realiza um aborto, não é uma MULHER, é uma "mulher". Mais uma vez peço para observar a foto que está acima. O cúmulo da covardia. Este ser não pediu para ser colocado naquele ventre. E ela só tirou a vida dele porque não pôde vê-lo de fato. E também porque não foi a mão dela que foi suja de sangue e nem o sangue dela que foi derramado. Se ele estivesse assim, fora da barriga, na frente dela, porém vivo, e alguém desse um taco de baseball e falasse "anda, pode matar." Eu quero ver quem ia matar. Covarde.
Por isso, não me rotule, nem me subestime. Eu posso ser melhor que eu mesma. Não me limite. Não é porque eu sou feminista, que vou ser a favor de um homicídio dos mais covardes que se pode existir.
Por isso você, é humana, sente tesão, sente vontade de dar, como qualquer mortal. Foi imposto isso no seu DNA. Se não fosse esta vontade de acasalar, a espécie não seria prolongada, simples assim. Mas por favor, usa uma porra de uma camisinha, que é dada de graça nas UBS's ou custa uma merreca nas farmácias e mercados, assim como o valor das suas genitárias, que você mesma vulgariza. Se o seu "namorado" quer que você aborte, manda ele tomar no cú. Este ser sem sentimentos (e/ou sem inteligência) não compreende a grandiosidade da vida além do sexo banal.


Mudando um pouco o clima pesado no ar, deixo aqui alguns símbolos interessantes que eu achei nas minhas pesquisas. Bons para sair escrevendo nos muros por ai, fazer uma tatuagem, etc. O que você sentir inspiração para fazer. O primeiro é bem estilo "feministas das ruas" perfeito para pintar no rosto durante uma passeata feminista, por exemplo. O segundo é bem estilo "sangue derramado", envolvendo história, luta, sacrifícios e mortes. O terceiro e último é perfeito para ter uma tattoo no pescoço por exemplo, simbolizando a independência feminina e a força.



Le feminisme ou la mort!

12 comentários:

  1. Também não concordo com a parte do homem ficar de barriga pra cima o dia inteiro enquanto a mulher trabalha, ajuda a sustentar a casa, cuida do filho e ainda faz todos os serviços domésticos, além de ter que se cuidar, ficar bonita e se manter atualizada de noticias e etc.
    É um absurdo. E não sei o motivo de mães criarem homens assim até hoje... Pois elas criam um 'filho' que elas não gostariam de ter como marido.

    ResponderExcluir
  2. Cara, vc falou tudo.
    Elas reclamam do marido, mas criam seus filhos para serem iguais
    É ridículo

    ResponderExcluir
  3. Pequenas gotas de água doce de discordia ainda sim conseguem dessalgar o oceano de semelhanças, as diferenças só servem para enriquecer a diversificar, são como dentes de um engrenagem que complementa a outra e vice versa, afim de movimentar uma coisa melhor e maior, pois do contrário não é valido ressaltar. Complementos só valem unidos, separados não tem funcionalidade ou valor. Oprimir por convicção ou por inconciencia é escravidão mascarada, alienante aos que servem, e disfarçada a quem é servido. Sejamos dignos da rotulação de sermos "seres racionais" e que vejamos o outro como um ser que sente dores e alegria como nós.

    ResponderExcluir
  4. Lembrando que um feto não é uma extensão do corpo de ninguém, como um unha ou cabelo. É uma vida à parte, não faz parte de você. Mas foi por causa de você que ele está lá. Então seja mulher e assuma seus atos.

    ResponderExcluir
  5. Também acho uma puta sacanagem, mulheres que trabalham, estudam, cuidam de seus filhos e etc, terem que chegar em casa pra faze serviço domestico e servir de empregada pra marmanjo... Casamento é uma aliança; cumplicidade. Os serviços domésticos deveriam ser divididos, não só os serviços domésticos como tbem cuidar dos filhos, ou a mulher fez o filho sozinha?!!
    Sobre a questão do aborto, pra mim é algo abominável e sem duvida alguma o maior dos crimes. Algumas pessoas são a favor do aborto quando é caso de estupro, eu acho abominável do mesmo jeito, pois não deixa de ser uma vida.
    se a mãe não quer o filho, que o tenha e entregue pra ser adotado, a vida deve ser prioridade em qualquer situação.
    Eu sei que muitas pessoas estão orgulhosas da Dilma ser a primeira mulher à ocupar o cargo de presidente do pais, mas a própria Dilma é favor da legalização do aborto no pais- pra mim tão assassina quanto quem opta por abortar e quem executa esse tipo de cirurgia.
    E se tem alguém aqui que é a favor desse tipo de crime, pense bem no assunto, pois uma das vidas em questão poderia ser a sua.

    ASS.:Railton

    ResponderExcluir
  6. Isso ai amiguinho!
    Me enche de orgulho *---*
    Falou tudo agora!
    Abraços e beijos!!
    s2

    ResponderExcluir
  7. nikk q saudade .... mal tempo q eu num vejo o blog .... entao estamos aki qlqr coisa so flar ainda qro ser colaboradora

    ResponderExcluir
  8. Moça, achei seu blog por acaso, e tomei a liberdade de comentar...
    Sobre a questão do aborto, não somo feministas radicais, mas nós não defendemos o aborto em si, não queremos que ele sirva como um método anticoncepcional, nós lutamos pela DESCRIMINALIZAÇÃO do aborto, que é uma coisa bem diferente. E não, não dá no mesmo.
    Basta veros os dados de quantas mulheres morrem por conta abortos clandestinos, feitos em péssimas condições e sempre colocando em risco a vida da mulher. Isso também não seria tirar uma vida? Não é porque ele é crime, que não deixam de fazer, não é verdade?
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Mas se ela morrer, foi porque ela escolheu estar naquele local naquele momento. Ninguém matou ela, ela fez as suas escolhas e assim vieram as consequencias.

    É muito fácil ser a favor do aborto se você já nasceu, não é?!

    ResponderExcluir
  10. O fato do aborto ser legal não implica a obrigação de abortar. e sim julgar-se a si próprio. Decidir sobre a própria vida é um direito de todos nós. a questão é, é muito mais fácil falar de uma outra pessoa do que entender o que ela sente ou pensa. Não seja irracional.. um feto apesar de ser um humano ele não viveu 10.. 20 Ou 30 anos. Não sabe o que é aborto e muito menos entende o que é viver. Simplesmente vive! Milhares de pessoas são violentadas. Desprezadas e mortas todos os dias.. Se vc passasse ou entendesse isso. Certamente não perderia o seu tempo discutindo sobre a liberdade de decisão que supostamente as mulheres deveriam ter.

    ResponderExcluir
  11. É muito fácil ser a favor da prisão e morte pra mulher que aborta se vc nunca precisou interromper uma gravidez, não é? Dizer que a mulher morre por aborto inseguro pq "escolheu" é o mesmo que dizer que uma mulher violentada ou assassinada por um homofóbico morreu pq "escolheu" andar de mãos dadas com a namorada na rua. Ou uma mulher morta por um companheiro violento morreu pq "escolheu" ficar com ele. Nenhuma mulher deveria ficar presa entre duas escolhas: ou passar por uma gravidez indesejada, que pode lhe trazer riscos graves de saúde (como, p.ex: a cegueira) ou até mesmo a morte, ou então interromper a gravidez em circunstâncias perigosíssimas e possivelmente letais, correndo o risco de ser humilhada se precisar de um hospital e ser processada criminalmente se sobreviver. Essa "escolha" é tão boa qto a escolha entre sofrer violência doméstica ou ir morar na rua. Vc prefere lutar por abrigos pra vítimas de violência ou culpar a mulher abandonada na rua pela "escolha" que ela fez?

    PS: Essa foto é de uma gestação de qtos meses, 18?!

    ResponderExcluir
  12. Falou bem, mais já a questão do aborto é mais complicada eu sou a favor da legalização porem que seja feita uma conscientização de que aborto não é anticonceptivo um aborto tem seus risco não é uma brincadeira , a mulher deve se prevenir e fazer o possível para que não engravide se ela não quiser engravidar , e tem um limite de mês pra mulher poder aborta não se aborta com 9 meses de gestação.... E é também muito fácil punir a mulher que comete um aborto quando você não sabe o porque , quando não se sabe se a aquela pessoa tem uma estrutura familiar ,econômica emocional pra poder gerar um ser , ter um filho não é brincadeira não é só colocar no mundo , e acontece nossa triste realidade das favelas crianças nas ruas jogada sem ter onde morar muitas dessas crianças que estão na rua foi fruto de uma gravidez indesejada isso e o que mais ajuda pra desestruturação do pais é gerar um ser sem planejamento familiar, e só pra lembrar moças orfanato no Brasil não é chiquititas ....

    ResponderExcluir