sexta-feira, 1 de abril de 2011

A mulher contra o mundo

Mulher
Por que estais tristes?
O mundo não está bom o suficiênte para vós?
Já não conquistastes o espaço que tanto almejavas?
O que queres mais de mim?

Mulher
Está revoltada com o quê? Sua revolta é inútil e irritante.
É porque homens ganham mais exercendo as mesmas funções que vós?
É por ainda terem mulheres submissas que acham que a opinião dos maridos vale mais que as delas simplesmente por serem homens?

Mulher
Acorda para a vida
Para que ficar lutando, lutando e lutando...
Esta será uma guerra que nunca terá um fim.
Para qu desperdiçar a vida com o incerto?

Tola mulher...
Não ache que mudar-me-á com sua guerrilheira veemência.
Nem com seu suor, nem com suas palavras e feitos conseguirá tal façanha.
Sua luta será em vão e não estará viva para presenciar.
Pois sou assim e sempre serei, sinto lhe informar.

Mundo
Eu vos digo: Sou capaz de fazer qualquer coisa que eu queira.
E você vai mudar custe o que custar.
Tenho o direito de ser o que quiser ser da minha vida.
E dever de receber o mesmo que um homem pelos meus feitos.

Mundo
Minha revolta nunca acabará.
Pois sempre terei algo por quê batalhar.
Acredito na força da minha palavra contra vós.
Movo mundos, movo fundos, mudo formatos, estruturas e padrões.

Mundo
Não me subestimes mais.
Não fui feita para ser um bibelô e servir meu marido.
Fui feita para mudar, encantar e revolucionar este meu mundo.
Semear justiça e colher igualdade e prosperidade para nós e nossos filhos.

Mundo, pobre mundo...
Por que giras tanto se as mentes não o acompanham?
Posso morrer lutando por tal evolução,
Mas morro com orgulho no coração.
E esse sentimento pairar-se-á pela eternidade.



Le feminisme ou la mort!

Um comentário:

  1. Mundo, pobre mundo, enquanto rodas entorno de si, eu estou a andar para o horizonte, a frente, com gente de mente aberta, para que suas idéias ganham sabor ao vento e levem do mundo a poeira da ignorância. Pode você rir de minha mortalidade, de minha fraqueza, de minha insistencia, porém irei rir de ti, pois minha idéia não morrerá, minha idéia ira lhe questionar, por fim minha idéia ira lhe transformar.

    ResponderExcluir