sexta-feira, 8 de abril de 2011

Doze mortos, dez meninas.

Sobre o trágico caso da escola Tássio da Silveira, no Rio de Janeiro...
Segundo o histórico da internet, este ser tinha muita mágoa daquela escola e queria se vingar por ter sido muitas vezes rejeitado por pessoas.


Isso explica o fato de que dez, das doze vítimas do ataque dele, tenham sido meninas.
Agora imagina se todos os rejeitados (e rejeitadas) começarem a sair por ai atirando em pessoas que estudam na antiga escola deles (pessoas que não não têm nada a ver, nem ao menos conhecem a pessoa)?!
Realmente a escola não vai ser mais um lugar seguro (se um dia foi).


Eu penso assim: Se a pessoa não tem atributos físicos (como era o caso do assassino), pelo menos deve-se compensar em outros fatores, como: inteligência, bom emprego, boa conversa, boa pegada, carinhoso, popular, engraçado, e etc...


Se ele não conseguiu conquistar nenhuma menina, o problema não é com as meninas. É única e exclusivamente com ele. Ele não tinha nada de atrativo em sua pessoa, e não fez nada para mudar isso.


Agora, ninguém é obrigado a ficar com alguém só porque nenhuma outra pessoa no mundo quer. E ninguém tem que pagar pela rejeição de outras.


E imagino, que esse único menino que ele matou, deve ter sido alguém que tentou reagir e detê-lo. Senão as mortes teriam sido somente de meninas.


Mulheres não são fáceis. Não são garantidas. É preciso conquistá-las com as armas que você possui dentro de você, e não matá-las com armas de fogo que você arranjou por aí.


Isso foi só um devaneio que passou pela minha cabeça e quis dividir com vocês... Aqui está a carta que o assassino suicida deixou.

2 comentários:

  1. quanto a esse atentado do rio não que eu seja sem coração e tal mais acho um puro sensacionalismo
    penso q a midia usa isso pra encobrir as coisas q realmente são trágicas ninguém mais aguenta ouvir falar sobre isso...

    ResponderExcluir
  2. Aqui foi todo esse estardalhaço porque nunca tinha ocorrido um ataque como esse no Brasil. É normal, e claro, a mídia aproveita o máximo casos que dão audiência como esse, afinal, os jornalistas vivem disso. Fazer as pessoas assistirem as matérias deles. Mas eles não passam nada mais do que as pessoas querem ver, elas se comovem e se interessam em saber os detalhes, saka? Eles fazem o que as pessoas, querem ver, e é só.

    ResponderExcluir