quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Falsidade

Escrever sobre falsidade é algo bem chato para mim. Mas às vezes é necessário. Principalmente quando uma pessoa que você super considerava se mostra falsa, e parte dos seus sonhos se perdem com isso. Minha inocência e ingenuidade sempre vão embora quando algo do tipo acontece. Mas não, não acho isso uma coisa boa. Pois fico mais seca, mais amarga, mais intolerante e impaciente. Muito ao contrário do que antes era doce, gentil, compreensiva e tudo mais...

É super ruim você esperar muito de uma pessoa e a mesma se mostrar mesquinha, medíocre.

As pessoas sempre nos decepcionam, isso é fato. Primeiro porque ninguém é perfeito, e segundo porque sempre esperamos a perfeição das pessoas (e claro, nunca encontramos isso).

Tudo bem que não existe perfeição, mas não é por isso também que você vai sair por aí dando cacetada e coice  em todo mundo. E nem coisa pior...

Coisa pior que eu digo, é o título desta postagem: falsidade. Às vezes as pessoas se mostram tão legais e bacanas... E elas podem até realmente ser. Mas na primeira oportunidade mostram para que vieram. Mostram que a humanidade é a tentativa mais FAIL de algo que era para ser perfeito.

Quando se trata de falsidade, não tende para um gênero (sexo) mais do que o outro, não. Depende de cada indivíduo (elemento) mesmo. Tem homem, tem mulher, tem homossexual, tem lésbica, tem simpatizante... Qualquer um pode sofrer do mau do ser humano. O de ser imperfeito e injusto.


A falsidade é uma característica típica da nossa raça. A deslealdade. Os seres humanos podem ser muito bons e gentis... Mas tem uma força maior que o impulsa a fazer o mau, serem cruéis... Fazer o bem as satisfaz, mas não por completo. Fazer o mau completa. Talvez seja este o significado do Diagrama do Taiji... Este símbolo tão bonito e tão enigmático.

Nenhum comentário:

Postar um comentário